Piauí registra redução no número de doenças causadas pelo aedes aegypti

Piauí registra redução no número de doenças causadas pelo aedes aegypti

06/12/2018 - 10:23

A necessidade de cuidar de reservatórios de água para que não acumulem água parada é cotidiana e a responsabilidade de todos. Com ações simples, é possível evitar a proliferação do mosquito aedes aegypti, que sozinho transmite quatro doenças diferentes: dengue, febre amarela, chikungunya e zika. Segundo a Secretaria de Estado da Saúde do Piauí (Sesapi), o Piauí apresenta redução no número de casos de dengue, zika e chikungunya.

Em 2017 foram registrados 5.141 casos de dengue em todo o Piauí. Já em 2018, o estado apresenta redução de 66% no número de vítimas: até o momento, são quase 1.730 casos. Quando o assunto é chikungunya, a redução foi ainda maior em 2018 quando comparado com o ano anterior: queda de 91% no número de confirmações da doença. Em 2017 foram 6.337 casos e em 2018 o Piauí registrou 559 casos. Por fim, no caso da zika, doença que também é transmitida pelo aedes aegypti, foram registrados 86 ocorrências em 2017 e 23 casos em 2018, o que representa 71% de redução.

De acordo com Antônio Manoel Araújo, que é supervisor do Controle de Arboviroses, a redução significativa de ocorrências de dengue, zika e chikungunya ocorre por serem doenças cíclicas, que acontecem em maior número em determinados períodos.

 

Fonte: Da Redação
Bookmark and Share