Com São Paulo, Santos e Palmeiras de olho, Alexandre Pato tenta rescisão na China

Alexandre Pato tenta rescisão na China

19/02/2019 - 12:59

Alexandre Pato pode ficar livre no mercado em breve. Um funcionário do estafe de André Cury, empresário do atacante, está na China para tentar a rescisão do jogador com o Tianjin Tianhai.

O contrato do atacante com os chineses vai até o fim de 2019, mas o jogador quer voltar ao Brasil e tem, pelo menos, dois clubes analisando o seu futuro neste momento.

São os rivais São Paulo, pelo qual Pato já declarou preferência, e Santos, que o presidente José Carlos Peres avisou que fará proposta. O Palmeiras, por enquanto, observa de longe.

O que pensa o São Paulo?

 

Alexandre Pato tem um passado recente de sucesso pelo Tricolor. Fato que o coloca sempre como alvo do time do Morumbi nas janelas de transferência. No momento, a diretoria do São Paulo tem a postura de esperar uma definição do futuro do jogador na China para tomar uma decisão.

Internamente, Pato é considerado um jogador importante, que agrada, mas muito caro. A possível contratação, porém, será naturalmente avaliada assim que o atacante ficar livre. Mas há algumas situações que pesam numa tentativa de investida do São Paulo. Cuca, por exemplo, acha difícil.

Até agora, praticamente todo o valor inicialmente programado para contratações já foi investido, cerca de R$ 45 milhões. Fora isso, a diretoria avalia outra carências no elenco. De qualquer forma, há um apelo da torcida por Pato, e o atacante está sendo monitorado.

 

O que pensa o Santos?

 

O time da Vila Belmiro também aguarda uma rescisão de Alexandre Pato na China para dar um passo adiante na negociação. Na última segunda-feira, o presidente José Carlos Peres afirmou que fará uma proposta pelo atacante caso ele fique livre.

Há um detalhe, no entanto, que pode atrapalhar o Santos. Recentemente, o empresário André Cury, que trabalha com Pato, entrou em rota de colisão com Peres. O motivo? A negociação do atacante Bruno Henrique com o Flamengo.

Durante as conversas, o Santos tinha como prioridade, além do dinheiro, receber o volante Ronaldo do time carioca. O jogador é empresariado por Cury, que teria pedido um alto valor de comissão e, por isso, o negócio não foi adiante, gerando esse mal-estar.

O que pensa o Palmeiras?

 

Ainda que não seja um camisa 9 de ofício, o atacante agrada ao técnico Luiz Felipe Scolari. Ocorre que sua chegada incharia ainda mais o elenco – Arthur Cabral, centroavante contratado do Ceará, nem inscrito pôde ser na primeira fase do Campeonato Paulista.

O Palmeiras só se movimentaria de fato por Pato caso algum atacante seja negociado. Não só – mas também – por isso, não está descartada uma venda de Deyverson, que recentemente esgotou a paciência da diretoria por uma cusparada em Richard, do Corinthians.

Além de ter sido multado em R$ 350 mil pelo clube e cobrado publicamente por Felipão mais uma vez, o jogador recebeu do Tribunal de Justiça Desportiva uma punição de seis partidas de suspensão.

Fonte: Da redação
Bookmark and Share