Subseção da OAB de Piripiri acompanha investigação por torturas praticadas pela PM em Pedro II


PM é acusado de torturar menor em Pedro II

26/02/2011 - 09:02

O presidente da Subseção da OAB-PI de Piripiri, Dr. George Magno, esteve em Pedro II na manhã de quinta feira (24/02), para acompanhar as investigações da Polícia Civil e do Ministério Público de uma tortura praticada por um Policial Militar a um adolescente de 15 anos.


O crime foi denunciado pela mãe do garoto, a doméstica Cícera Lopes da Silva, 41 anos. Segundo ela, o caso aconteceu por volta das 23h30min de terça feira (22/02) em uma praça no centro da cidade de Pedro II, quando o filho e mais dois colegas foram abordados por uma equipe da 2º Companhia do 12º Batalhão da Polícia Militar comandada pelo sargento Marcelo, que sefundo a mesma eles chegaram, fizeram a revista, perguntando onde moravam, começando a agressão com o cacetete acertando costas, braços e pernas do adolescente.

PM de Pedro II é acusado de abuso de poderPM de Pedro II é acusado de abuso de poder


A doméstica disse que o filho foi para o hospital, sendo ameaçado pelo sargento que foi até a sua residência. "Ele alegou que meu filho estava em más companhias, mas eu disse que ia registrar queixa, porque não havia necessidade dele fazer isso", explica dona Cícera, reiterando que sargento Marcelo ao sair da sua casa afirmou que se ela não retirasse a queixa, a partir daquele momento ele era seu inimigo.


O presidente da Ordem em Piripiri, Dr. George Magno, encontrou em Pedro II o secretário geral da Subseção da OAB de Piripiri, Dr. Mauro Junior, lhe acompanhando até a delegacia da cidade. Segundo a titular, delegada Bruna, um inquérito policial foi aberto para apurar o caso, revelando que o exame de corpo de delito constatou lesão corporal grave.


Em seguida, Dr. George Magno e Mauro Junior cederam entrevista ao vivo no jornal da emissora Matões FM e logo após foram ao encontro do comandante da 2º Companhia da Polícia Militar de Pedro II, Capitão David Márion. De acordo com ele, fará o procedimento de ouvir a mãe, irá transferir o PM para o Batalhão de Piripiri e abrir inquérito policial militar para a responsabilidade do que aconteceu. "Nós não aceitamos este tipo de conduta e vamos fazer o procedimento militar. Vamos apurar nos rigores da Lei", esclarece o capitão.


Para o Dr. George Magno o papel da OAB é de acompanhar e fiscalizar os assuntos de interesse da população. Com informações da Subseção da OAB-PI de Piripiri.

 

Fonte:40graus.com

 

Fonte: