Governador admite pela 1ª vez que poderá disputar o Senado


30/03/2010 - 12:03

Após a missa que marcou o dia da inauguração da ponte do Sesquicentenário, o governador Wellington Dias (PT) admitiu que irá rever sua posição e pode sair do cargo para candidatar-se ao senado. A decisão será anunciada antes do dia 2 de abril, data limite para os gestores executivos deixarem seus cargos. 

O governador afirmou que conversou nesta segunda com o presidente Lula e este argumentou sobre a importância de o Piauí ter um senador com o trabalho de Wellington Dias. Lula disse ainda que uma cadeira no Senado é importante para o projeto político do PT que está em andamento.


“Estou analisando (o conselho de Lula). Se tiver algum entendimento, se a gente buscar uma alternativa única eu posso sair do cargo. Se não houver, eu permaneço. Na próxima semana irei tentar fechar o nome para ser anunciado”, declarou o governador.

Wilson
Wellington Dias garantiu que, caso saia, não haverá mudanças administrativas. “Porque não existirá novo governo”, assegura, referindo-se à postura do seu provável sucessor, o atual vice-governador Wilson Martins (PSB). “É um governo de continuidade, independente da posição de cada partido, não existe um novo governo. O secretários que vão sair serão substituídos por outras pessoas da equipe e que dominem o assunto para não atrasar as obras”, completa. 

Reunião
Após as cerimônias na ponte estaiada, o governador irá para um almoço na residência oficial com toda a bancada petista para anunciar uma posição sobre o que conversou com o Lula. 

Fonte:
Bookmark and Share