Governador renunciará cargo às 12h; 80% do PT é contra saída


31/03/2010 - 10:03

Após reunião que durou até às 2h30 da madrugada desta quarta-feira(31), o governador Wellington Dias (PT) anunciará  às 12 horas, em entrevista coletiva na residência oficial, que irá renunciar ao cargo.

A decisão foi tomada após conversa com nove dos 12 partidos que compõem a base, na noite de ontem com a presença dos ministros do Turismo, Luiz Barretto e das Relações Institucionais, Alexandre Padilha. Eles estiveram em Teresina para representar o presidente Lula nas conversas com os partidos e participar da solenidade da inauguração da ponte Estaiada. O senador João Vicente Claudino (PTB) não participou da reunião na casa do governador.


De acordo com o deputado Fábio Novo, presidente do PT Estadual, a decisão foi unânime entre os nove partidos presentes. No entanto, na reunião anterior, a executiva do PT aprovou pela não saída do governador. 80% da executiva foi contra a renúncia de Wellington Dias.


Porém, na última conversa com o Diretório Estadual, a executiva deixou livre para ele tomar decisão que quisesse. Esse foi o álibe utilizado para convencê-los que irá sair.


Para Fábio Novo, a preocupação do PT foi de que o governador tinha anunciado que iria ficar, em favor da unificação da base, mas mesmo com a permanência a base não ficaria unida, por isso “estaria jogando fora” uma vaga de senador.

Fonte:
Bookmark and Share