Denúncias contra Cepisa chegam à Ordem dos Advogados do Brasil do Piauí


31/03/2010 - 11:03

A Ordem dos Advogados do Brasil (Seccional Piauí) realizou na tarde de ontem uma audiência Pública, que contou com representantes da Procuradoria Geral, das empresas de telefonia, Claro e OI, Eletrobrás e outros prestadores de serviços, além de consumidoresque se sentiram lesados ou prejudicados pelas empresas. A Audiência que contou também com a presença do presidente da Ordem Sigifrio Moreno, e dos conselheiros, teve início com o advogado Cleanto Jales expondo os problemas que população vem enfrentando por conta da má qualidade dos serviços da Eletrobrás (Cepisa). 

O advogado afirmou ainda, que no Piauí existe empresa fabricando cimento com óleo diesel, porque a Cepisa não fornece energia suficiente para o uso da empresa. "Eu mesmo venho sendo prejudicado pelas constantes falta de energia e oscilações que prejudicam os meus trabalhos. Hoje já convivi com a falta de energia por 4 horas. Eu já ouvi depoimento de gente que montou uma loja programou a inauguração e não conseguiu realizar a festa porque faltou energia o dia todo em Teresina", reclamou o advogado.

Ele acusou a Cepisa de homicídio pela morte de um trabalhador que morreu eletrocutado em um fio que ficou atravessado na estrada depois que um poste caiu na cidade de União, o Advogado disse que o poste há muito tempo apresentava defeito. Os moradores reclamavam e empresa não tomava providências até que o poste caiu e o fio com corrente de energia permaneceu por mais de 4 horas, sem que aparecesse uma equipe da empresa. A demora da equipe a escuridão culminou com a morte do trabalhador.

Outros consumidores estiveram na audiência para solicitar da OAB providências contra os serviços prestados por empresas. Como é o caso da administradora que foi com duas denunciadas para apresentar na audiência. Umas delas é a demora da empresa de telefonia OI na retirada de um telefone público da frente de sua residência e a outra contra os Correios que mudaram 3 dígitos do CEP de sua Rua e por isso ela vem tendo problemas para receber as suas correspondências, porque o CEP atual não consta no cadastro.

Fonte: Diário do Povo

 

Fonte:
Bookmark and Share