Aumento do nº de leitos evitou colapso no sistema de saúde do Piauí


Aumento do nº de leitos evitou colapso no sistema de saúde do Piauí

26/05/2020 - 17:51

No início da pandemia, o Piauí tinha 148 leitos equipados com UTI disponíveis para atender pacientes com a Covid-19. No dia 6 de abril, 30 desses 148 leitos estavam ocupados com vítimas do novo coronavírus. Já no último boletim da Sesapi, divulgado na noite desse domingo (24), eram 150 leitos de UTI ocupados. Contudo, como o Governo criou mais 98 unidades e chegou a 246 leitos, não houve lotação da rede.

cidade verde

Desse modo, se o isolamento social não tivesse sido adotado, os 148 leitos de UTI existentes no início da epidemia já estariam todos ocupados e assim o sistema entraria em colapso, já que muitos pacientes ficariam sem atendimentos, podendo ir a óbito.

As medidas de isolamento social adotadas pelo Governo do Piauí a partir da segunda quinzena de março evitaram o colapso no sistema de saúde do Estado. Graças à adoção de medidas restritivas, a propagação do novo coronavírus foi freada e permitiu que a Secretaria de Saúde (Sesapi) conseguisse tempo para aumentar o número de UTIs aos pacientes acometidos com a doença, impedindo assim que os casos mais graves ficassem sem atendimento por falta de vagas da rede de saúde.

A demora no aumento de casos surtiu efeito. Além dos 98 leitos de UTI que foram criados para evitar o colapso no sistema, o Governo do Estado também aumentou a oferta de leitos clínicos e leitos de estabilização. No dia 6 de abril, o Piauí tinha 723 leitos clínicos, sendo que 48 estavam ocupados por pacientes menos graves da Covid-19. Hoje, o Piauí tem 853 leitos clínicos (130 a mais), com 331 ocupados. Há ainda 45 leitos de estabilização, que são usados enquanto o paciente aguarda a transferência para uma UTI.

Fonte: Ccom