Mão Santa após saída de Dias: "Graças a Deus gestão acabou"


02/04/2010 - 12:04

Nesta sexta-feira santa(2), o senador Mão Santa (PSC) declarou que acredita numa união entre PTB e PSDB para a disputa ao governo do Estado. Ele acredita que esta chapa seria capaz de remediar o “terremoto” causado pela administração petista no Piauí.

“O camarada do João Vicente (Claudino, pré-candidato do PTB) é meu amigo pessoal. Foi meu secretário de governo, trouxemos mais de 200 indústrias”, disse o senador. A respeito de sua posição sobre Silvio Mendes (pré-candidato do PSDB), Mão Santa diz que ambos têm a oposição ao PT como algo em comum e que crê numa união entre o ex-prefeito de Teresina e o senador. “Quero mudar o poder no Piauí e no Brasil. A candidatura do (Silvio Mendes) surgiu naturalmente. Ele é o candidato natural da oposição. Quero um governo bom para o Piauí. Eles podem ser (esta opção)”, pontuou.

Terremoto
O senador voltou a atacar o PT. “Graças a Deus esse governo acabou! Era muita mentira, muita mentira. Muita corrupção, muita corrupção. Muita incompetência, muita incompetência. Foi um terremoto administrativo. Votei no (presidente) Luiz Inácio e nesse governador daí (Wellington Dias), mas já pedi perdão ao Piauí e eles e perdoaram”, enfatizou.

Presidência
Mão Santa ressaltou que as negociações em torno de seu nome para formar a chapa como vice de José Serra (PSDB) estão avançadas e que tem 33% de chance de ser o indicado por conta de sua força no Nordeste. Entretanto, o páreo não será fácil, uma vez que ainda existem duas opções, que para o senador, tem a mesma força que ele: o ex-presidente Itamar Franco (PPS) (cotado ao senado de Minas), e um nome do DEM.

Fonte:
Bookmark and Share