Acidente mata baixista da banda do sucesso Minha Mulher Não Deixa



25/02/2011 - 07:02

Um acidente com o ônibus do grupo Reginho e Banda Surpresa, conhecido pelo sucesso "Minha mulher não deixa não", causou a morte de uma pessoa, na madrugada desta quinta-feira (24), em Jeremoabo (BA), segundo a Polícia Rodoviária Federal (PRF). O acidente ocorreu no km 60 da BR-110.

De acordo com a PRF, o motorista do ônibus que transportava o grupo perdeu o controle do veículo. O ônibus saiu da pista e capotou. A vítima, segundo a polícia, seria Lenine Castro dos Santos, integrante da banda. O ônibus seguia do Rio de Janeiro para o Recife, com cerca de 25

Segundo o delegado Cícero Gomes, da Delegacia de Jeremoabo, 13 pessoas sofreram ferimentos leves, e uma teve ferimentos graves: a dançarina Márcia Maria Alves de Oliveira. Ela foi socorrida e levada para o Hospital Nair Alves, e em seguida foi transferida para um hospital do Recife, onde deve fazer exames e passar por uma cirurgia em decorrência de uma fratura.

Acidente mata baixista da banda do sucesso Minha Mulher Não Deixa

"O baixista da banda morreu. O empresário esteve aqui na delegacia para providenciar o registro do acidente e acompanhar o depoimento do motorista e de dois funcionários da banda, que prestaram os primeiros esclarecimentos", afirma Gomes.

Segundo o depoimento prestado pelo motorista do ônibus à polícia, ele dirigia o veículo da banda quando se deparou com outro ônibus ultrapassando uma carreta. "Ele puxou para o acostamento, perdeu o controle do veículo e capotou. Apenas ele [o motorista] e o produtor estavam usando o cinto de segurança e, por isso, sofreram menos lesões", diz o delegado.

Dois feridos, que foram levados para o Hospital Municipal de Paulo Afonso (BA), fizeram exames, foram medicados e liberados na manhã desta quinta-feira. Outros seis passageiros do ônibus foram levados para o Hospital Nair Alves, e três permanecem internados. O cantor Reginho, Reginaldo Alves da Silva, teve ferimentos e está em observação no Hospital Nair Alves.

 


Fonte:g1.com

 

Fonte: